História IEADAV

ADAV 650pxTudo começou quando os presbíteros Matos e Paixão visitaram a família do Pr. Sebastião Macedo (carinhosamente conhecido como Pr. Tatão) e sua esposa, irmã Maria Petronília de Macedo (também carinhosamente chamada de Irmã Filinha), de saudosas memórias. Com aquela visita foi dado início a um ponto de pregação na casa do Pr. Tatão, vinculado à Assembléia de Deus em Bangu (ADB). Mais tarde o Pr. Canuto Francisco de Souza assumiu a direção daquele trabalho.
Logo a sala encheu-se e não mais podia comportar as pessoas que se achegavam. Foi alugada uma pequena casa de meia-água, no terreno ao lado, para onde o trabalho foi transferido. Os novos irmãos traziam seus filhos e registrou-se um glorioso movimento pentecostal quando inúmeras crianças foram batizadas com o Espírito Santo. Em pouco tempo a casa também encheu-se e, então, o Dc Francisco Martins de Freitas alugou metade do terreno de sua propriedade, com uma casa mais ampla, para dar continuidade ao trabalho; agora já reconhecido como uma Congregação da ADB.
Tempos depois a Congregação transferiu-se para o Ministério de Boa Esperança (MIBE), da Assembléia de Deus em Bento Ribeiro, pastoreada pelo Pr. Horácio da Silva, ocasião em que obteve orientação administrativa para a redação de seu primeiro estatuto, datado de abril de 1961, passando então à categoria de Igreja Evangélica Assembléia de Deus em Dr. Augusto de Vasconcelos (IEADAV), sob a tutela ministerial do MIBE.
Desde seu nascedouro a IEADAV sempre foi uma Igreja voltada à visão missionária e no atendimento à maior necessidade do ser humano – a salvação de sua alma. O Pr. Aramor Pascoal e sua família foram os primeiros missionários enviados pela IEADAV e atuaram na cidade de Brasiléia no Acre (AC).
Mais tarde a IEADAV adquiriu por preço simbólico e com pagamento facilitado, do Dc Francisco de Freitas, a propriedade onde a Igreja já funcionava. Assim, em 1964 foi lançada a pedra fundamental para a construção de seu primeiro templo. A obra iniciou-se de imediato e foi concluída em 1978.
Com a visão da expansão do Reino de Deus, logo a IEADAV lançou-se à evangelização fora de sua Sede e estabeleceu as Congregações de Santa Rita (Monte Carmelo); Cenira Campos (Monte das Oliveiras); Marco Sete (Monte Hermon); Padre Miguel (Ebenezer); Barracão (Monte Sião) e Ubá no Estado de Minas Gerais (hoje, uma Igreja emancipada pela IEADAV).
Em 1968 o Pr. Canuto Francisco de Souza transferiu a responsabilidade pastoral da IEADAV para o Pr. Euflavito Barbosa Portugal e, em 20/03/1980, o Pr. Euflavito e o Ministério da Igreja acharam por bem transferir a tutela ministerial da IEADAV para o Pr. Túlio Barros Ferreira, presidente da Assembléia de Deus em São Cristóvão (ADSC), que enviou o Pr. Milton Barros da Silva para assumir a direção do trabalho, juntamente com o Pr. José Cipriano Lopes, recém-chegado dos campos missionários da Espanha e do Chile.
O Pr. Milton manteve a visão missionária da IEADAV levando-a ao compromisso com a parceria no sustento dos missionários da ADSC que estavam no campo transcultural e, dando continuidade à expansão do Reino de Deus, abriu as Congregações de Vila Kennedy (Monte Gerizim); Estrada da Posse (Monte Nebo); Cesário de Melo (Nova Canaã); Santa Margarida (Monte Horebe) e   Cantagalo (não mais pertencente ao Ministério da IEADAV).
Com a visão da expansão do trabalho o Pr. Milton Barros adquiriu um terreno adjacente ao templo existente, o que abriu caminho para a futura construção do novo Templo da IEADAV.
Em 04/03/1988 o Pr. Túlio Barros substituiu o Pr. Milton Barros pelo Pr. Jônatas Câmara na direção da IEADAV e deu-lhe autonomia administrativa, tornando-se ele o primeiro pastor presidente da Igreja. Sob a presidência do Pr. Jônatas a IEADAV experimentou um extraordinário crescimento e manteve a visão missionária, que é sua marca característica.
Nessa época a IEADAV realizou o trabalho de implantação de Igreja na cidade paraguaia de Yaguaron, com o Pr. Luiz Antônio de Oliveira Cunha e sua família, o qual em 1999 foi substituído pelo pastor Davi Rafael e sua família; ainda nessa ocasião a IEADAV realizou o I COMEZO – Primeiro Congresso Missionário da Zona Oeste, passou a realizar anualmente uma Conferência Missionária e enviou a missionária Fátima Correa para Israel. Com essa visão o Pr. Jônatas implantou a Secretaria de Missões da IEADAV, a SEMADAV, que atualmente corresponde à Associação Missionária Evangelística Ceifeiros da Última Hora – a AMECEUH (estabelecendo parcerias com outras Igrejas para o apoio missionário nacional e internacional) e a SEADAV (Secretaria de Evangelismo da IEADAV) que atua nos projetos evangelísticos da IEADAV.
Expandindo o Reino de Deus, o Pr. Jônatas Câmara abriu as Congregações de Itaguaí (Monte Tabor); Vila Nova (Monte Efraim); Novo Horizonte (Monte Gileade); Venda de Varanda (Monte Calvário); Inhoaíba (Monte Moriá) oriunda do Ponto de Pregação de Vila Ieda (dirigido pela saudosa irmã Nininha); Manguariba (Monte Basã), não mais pertencente ao campo da IEADAV; Nova Cidade (Monte Pisga); Pedregoso (Monte Sinai) que substituiu a antiga propriedade de Santa Cecília; Km 40 (Nova Jerusalém); Km 42 (Porta das Ovelhas); Rio Cação (Betsaida); e Carapebus no Estado do Espírito Santo (hoje, uma Igreja emancipada pela IEADAV).
Em 1990 o Pr. Jônatas instalou na IEADAV uma extensão da Escola Preparatória de Obreiros (EPOE) que, em 2002, mudou sua personalidade jurídica para Instituto de Ensino Teológico de Campo Grande (IETECG).
Com seu dinamismo o Pr. Jônatas adquiriu o terreno adjacente ao que fora comprado pelo Pr. Milton Barros e, em 1992, transferiu-se para Manaus (AM) e foi substituído no pastorado pelo Pr. Paulo Roberto Lobato Ferreira, o segundo pastor presidente da História da IEADAV.
O Pr. Paulo deu continuidade à visão missionária da IEADAV, sustentou integralmente os missionários que já atuavam no campo transcultural, consolidou as instalações das novas Congregações do Monte Sinai, Monte Efraim e Porta das Ovelhas, abertas na gestão do Pr. Jônatas, e manteve coesos os avanços conquistados na gestão anterior.
Em 15 de junho de 1995 o Pr. Paulo Lobato transferiu-se para o campo missionário nos Estados Unidos e foi substituído pelo Pr. Celso de Castro Costa no pastorado da IEADAV, sendo este o terceiro pastor presidente da Igreja. Em novembro de 1995 a IEADAV fretou um ônibus e organizou uma viagem a Yaguaron (Paraguai), onde inaugurou a casa pastoral e o templo da “Asemblea de Dios en Yaguaron” pastoreada pelo missionário Luiz Antônio.
Durante o ano de 1996 foram relizadas obras de melhorias nas congregações existentes enquanto eram organizadas as documentações e os projetos de arquitetura, infra-estrutura, estrutura e de instalações para a construção do novo templo da IEADAV, que teve início em 1997 e foi pré-inaugurado em junho de 2001.
Sustentando a visão missionária da IEADAV o Pr. Celso manteve o apoio aos trabalhos missionários em Yaguaron; em Israel; enviou ao campo missionário à cidade peruana de Tacna o Pr. Marcos Morais e sua família em 1997; respaldou o envio do Pr. Castanheira e sua família ao campo missionário dos Estados Unidos em 1998; enviou ao MTC Latino-Americano para o Curso de Especialização em Missiologia entre 2001 e 2003, candidatura à Missão AMEM em 2004, estágio avançado na Inglaterra em 2005 e, finalmente, enviou ao Oriente Médio em 2006 a missionária Solange Reis para atuar entre os curdos; enviou em 2001 ao campo missionário libanês em Foz do Iguaçu, na região da tríplice fronteira, o Pr. Márcio Castellar e sua família; enviou, em 2010, à Missão Antioquia o casal Eduardo e Jane Herdy que, após estágios missionários na Bolívia e África do Sul foram encaminhados, em 2012, em parceria com SEMIPA – Semeadores Missionários com Paixão Pelas Almas, para o campo missionário na Albânia onde atuam no momento. Além desses projetos missionários da IEADAV, através da AMECEUH, sustenta outros projetos missionários no Peru, com o missionário Tarcísio e sua família e, recentemente, enviou para o Município de Itaobim, no Vale do Jequitinhonha, um casal em parceria com a ONG Rio Gospel.
Ademais, através da SEADAV, a IEADAV atende os projetos missionários em nossa “Jerusalém” como apoio ao trabalho de ressocialização em parceria com Centros de Recuperação àquelas pessoas alcançadas pelo Evangelho e que são dependentes químicos; Sementes de Esperança com apoio social e evangelístico a jovens, adolescentes e crianças em comunidades carentes; etc; além disso a IEADAV mantém a visão aguçada para o envio de novos obreiros vocacionados para os campos missionários transculturais, segundo a orientação do Senhor da Seara.
Na gestão do Pr. Celso foram, até o momento, abertas as Congregações de Samaria; Cosmos (Betel); Paciência (Vale de Josafá); Km 35 (Porta das Águas), iniciada como Ponto de Pregação de Nova Jerusalém; Km 39 (Betesda); Arnaldo Eugênio; Getsêmani e, recentemente, foi vinculada à IEADAV a Assembléia de Deus em Magalhães de Bastos tornando-se a Congregação Filadélfia.
Consciente de que a falta de espaço não nos permitiria elencar todos os fiéis servos do Senhor que têm enobrecido a História da IEADAV, alguns dos quais já dormem no Senhor, queremos destacar:


O Pr. Elyseu Santana Silva


Foi o primeiro 1º vice-presidente da IEADAV na gestão do Pr. Celso, no período de 15/06/95 a 16/10/96, data em que recebeu o chamado do Senhor para o descanso eterno. Destacou-se pela facilidade de comunicação e integração com os crentes, facilitando o início daquela nova administração.


O Pr. Erasmo Ferreira Pinto


“Amigo mais chegado do que um irmão”. Companheiro de oração, confidente e leal. Foi 1º Vice-Presidente da IEADAV na gestão do Pr. Celso, até 07/12/2010, ocasião em que foi convocado à glória celestial. O Pr. Celso e o Pr. Erasmo nutriam uma amizade testada e aprovada desde que se conheceram por ocasião da conversão do irmão Celso. Foram companheiros de seminário, de viagens, de oração, de visão administrativa, etc. O Pr. Erasmo destacou-se pela lealdade, amor aos perdidos, visitação, aconselhamento e prontidão para o serviço.
Casado com a Irmã Marina Aparecida Pinto, com quatro filhos e quatro netos, o Pr. Erasmo deixou um legado de fidelidade ao Senhor, à Sua obra e exemplo para sua família e para a Igreja.


As Mulheres e Seu Trabalho


A História da IEADAV teria uma lacuna se não contasse com o dedicado trabalho das mulheres, desde as pioneiras citadas às atuais. O trabalho do Círculo de Oração com as irmãs Filinha, Mariana Portugal, Maria José Moreira, Cyléia Barros, Ana Lopes, Marlene Braga, Marinete Novaes, Márcia Helena, Lúcia Martins e o trabalho da União Feminina com as irmãs Ana Eunice Ferreira, Ana Lúcia Firmino, Ivanize dos Santos Costa, Rosane Francisca, Marina Aparecida além de inúmeras outras atividades por elas desempenhadas na Administração, na EBD, na Educação, no Serviço Social, nas visitações, nos aconselhamentos, etc., deram o tom do progresso da IEADAV.

CONCLUSÃO

Somos gratos a Deus pelas conquistas alcançadas e pela consolidação da visão dos veteranos que nos antecederam nessa Obra. Renovamos nossa dedicação e entrega incondicional ao Eterno, reafirmando nossa disposição em segui-lo e servi-lo.
Queremos continuar escrevendo as páginas da História da IEADAV e da Igreja do Senhor Jesus Cristo na terra com nossas vidas, de tal forma que possamos sempre promover a glória de Deus. Que essa História de lutas e conquistas redunde em honra e louvor ao Todo-Poderoso!

Facebook

Login

Contatos

Para maiores informações, por favor, entre em contato:

 O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
 (21) 2413-5000
Rua Artur Rios, 805 - Augusto Vasconcelos, RJ. 

Rádio RADIO ADAV - On Line

Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Augusto Vasconcelos